Anestesista começou estupro 50 segundos após marido da vítima deixar a sala do parto, diz inquérito

A análise do vídeo que flagrou o estupro cometido pelo médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra durante um parto no Hospital da Mulher Heloneida Studart no dia 11 indica que ele começou a cometer o crime 50 segundos depois que o marido da vítima deixou o local com o bebê.

A Delegacia de Atendimento à Mulher de São João de Meriti (DEAM-SJM) concluiu a investigação sobre a prisão do médico. Giovanni será indiciado por estupro de vulnerável, e a previsão é que o inquérito seja enviado ao Ministério Público ainda nesta terça-feira (19).

Post Author: Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.