Portão emperrado, lixo e falta de comprovação de vacina: primeiro dia de desfile tem ‘perrengues’ para o folião

No retorno ao Sambódromo depois de dois anos, o público teve que enfrentar uma série de “perrengues” para acompanhar o primeiro dia de desfiles de 2022, de agremiações da Série Ouro na noite desta quarta-feira (20).

Entre as “derrapadas” da organização que chamaram a atenção estão falhas no recolhimento de lixo, um portão que emperrou na dispersão de uma escola e a falta de exigência do comprovante de vacinação — o que não necessariamente reduziu as filas na entrada.

Já tem torcida para o carnaval deste ano? O g1 transmitirá todos os desfiles na Sapucaí e no Anhembi, simultaneamente, e você poderá acompanhar ao vivo cada detalhe de sua escola de coração. Saiba mais: g1 transmite ao vivo desfile das escolas de samba do Rio e de São Paulo.

Lixo

Lixo pode ser visto atrás das arquibancadas — Foto: Alba Valéria Mendonça/g1

Lixo pode ser visto atrás das arquibancadas — Foto: Alba Valéria Mendonça/g1

Foi possível ver montanhas de lixo em pontos da Sapucaí, como atrás das arquibancadas do setor par, meia hora antes da abertura dos portões.

Portão emperrado

Portão da dispersão emperra e precisa ser serrado durante desfile da Unidos da Ponte

Um portão emperrou na dispersão do desfile da Unidos da Ponte. Funcionários das ligas das escolas de samba do Rio de Janeiro (Lierj) tiveram que serrar a barreira.

Posteriormente, o portão foi substituído por uma corda, para evitar mais atrasos para o desfile.

Comprovante de vacinação

Ângela e Ruth entram na Sambódromo sem precisar apresentar comprovante de vacina. — Foto: Alba Valéria Mendonça/g1

Ângela e Ruth entram na Sambódromo sem precisar apresentar comprovante de vacina. — Foto: Alba Valéria Mendonça/g1

Também houve falhas na exigência do comprovante de vacinação contra a Covid.

A Liga-RJ informou, antes do carnaval, que iria seguir os protocolos sanitários determinados pelas autoridades municipais. Ou seja, para entrar na Sapucaí, o público precisa apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid digital ou impresso junto com um documento de identidade com foto.

Depois da falta de exigência no início dos desfiles desta quarta, a Liesa disse que o exigência do comprovante de vacina é obrigatória. E reforça a orientação para que ele seja cobrado nas entradas de acesso ao Sambódromo em todos os dias de desfile.

Menina perde perna em acidente

Raquel Antunes da Silva — Foto: Reprodução/TV Globo

Raquel Antunes da Silva — Foto: Reprodução/TV Globo

A menina Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, perdeu a perna após ficar ferida em um acidente com um carro alegórico da Em Cima da Hora na saída do Sambódromo do Rio de Janeiro.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o estado de saúde dela era grave na manhã desta quinta-feira (21).

Além da preocupação causada pelo estado de saúde da vítima, o acidente provocou atrasos de mais de 1h e piorou o trânsito na região, que já é complicado com as interdições para o deslocamento das alegorias.

Pedaço de carro caindo

Parte de carro despenca em cima de componente da Acadêmicos do Cubango

Aconteceu no desfile da Cubango. Um pedaço de um carro alegórico não só caiu, como quase atingiu componentes.

Post Author: Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.