Padre baiano que compartilhou vídeo de sexo em grupo da igreja anuncia saída de paróquia após fiéis suspenderem o dízimo

O padre Francisco Oliveira, de 45 anos, que compartilhou um vídeo de sexo em um grupo de aplicativo de mensagens, anunciou nesta segunda-feira (14) sua saída da paróquia de Oliveira dos Campinhos, distrito de Santo Amaro, cidade que fica no recôncavo baiano, onde atuou nos últimso sete anos.

O grupo onde o vídeo foi compartilhado reunia fiéis da igreja e ocorreu no dia 2 de fevereiro. Os prints viralizaram causando revolta no distrito e região. O vídeo postado por ele tem mais de dois minutos de duração e mostra dois homens em ato sexual.

Na página da paróquia no Facebook, o padre Francisco reiterou que não enviou o vídeo no grupo de propósito, e que decidiu sair da paróquia após parte dos fiéis pararam de contribuir com o dízimo.

“Estão tramando algo contra a paróquia, motivando as pessoas a não contribuírem mais com o dízimo e as ajudas para os festejos paroquiais. E vocês sabem, sem a ajuda não poderemos caminhar, então por causa disso decidi deixar a paróquia, para ver se acalma os corações inflamados”, escreveu o padre.

Franciso disse ainda que a decisão foi tomada após conversa com um bispo e teria recebido apoio em relação à decisão de saída. “Acredito eu que neste tempo procurei fazer o bem, se fiz algo que não agradou peço desculpas, agradeço pelo carinho, acolhida e amizade de todos que são meus verdadeiros amigos”, disse o padre.

“Para aqueles que se diziam meus amigos, mas que na hora que mais precisei viraram-me as costas, só cabem fazer o que nos ensina a palavra de Deus em MT 5.44: Amai vossos inimigos e rezai por aqueles que lhe fazem o mal”, concluiu.

Post Author: Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.