IBGE prorroga inscrições para concurso do Censo Demográfico

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) anunciou nesta quinta-feira (30) a prorrogação das inscrições para o concurso de 206.891 vagas de trabalho temporário no Censo Demográfico de 2022.
 

Inicialmente, o prazo para os interessados na candidatura se estendia até quarta-feira (29). Com a prorrogação anunciada nesta quinta, as inscrições serão aceitas até o dia 21 de janeiro.
 

O concurso prevê 183.021 vagas de recenseador, 18.420 de ACS (agente censitário supervisor) e 5.450 de agente censitário municipal (ACM).
 

A FGV (Fundação Getúlio Vargas) é a organizadora da seleção. As inscrições podem ser feitas no site do concurso: https://conhecimento.fgv.br/concursos/ibgepss21/10 .
 

A taxa de pagamento é de R$ 57,50 para recenseador e de R$ 60,50 para agente censitário. Os valores podem ser quitados até 16 de fevereiro.
 

Com o novo calendário, a data das provas também foi alterada: passou de 27 de março para 10 de abril.
 

Os candidatos podem concorrer nos dois processos seletivos, já que as provas ocorrem em turnos diferentes, diz o IBGE. Os exames dos recenseadores estão previstos para a manhã. Já as provas dos agentes censitários estão agendadas para o turno da tarde.
 

Conforme o coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros, a prorrogação dos prazos é normal e esperada em processos seletivos desse porte.
 

“Há o acréscimo de ser um processo que foi aberto em um período de festas de final de ano, com a população viajando. Os alunos das universidades são um público que se interessa pelo trabalho de recenseador, e eles estão de férias neste momento. Além disso, muita gente está empregada com contratos temporários que expiram agora no final de dezembro, e vai começar a buscar novas oportunidades”, afirma.
 

No caso das vagas de recenseador, os candidatos precisam ter ensino fundamental completo. Esses profissionais vão atuar diretamente na coleta das informações do Censo em mais de 70 milhões de domicílios.
 

Os salários de recenseador são variáveis, de acordo com a produção. É possível simular a remuneração no site do Censo do IBGE.
 

Já as vagas de ACS (agente censitário supervisor) e ACM (agente censitário municipal) são de nível médio. Os salários são de R$ 1.700 e R$ 2.100, respectivamente.
 

O ACM gerencia o trabalho dos postos de coleta das informações do Censo. Enquanto isso, o ACS, subordinado ao ACM, tem como principal função orientar os recenseadores durante a execução dos trabalhos de campo.
 

O Censo Demográfico costuma ocorrer de dez em dez anos. A nova edição estava prevista para 2020, mas foi adiada por causa da pandemia de coronavírus.
 

Em 2021, a falta de verba orçamentária por parte do governo federal impediu a realização da contagem da população.
 

Os valores para a pesquisa em 2022 foram liberados após o STF (Supremo Tribunal Federal) ser acionado.

Post Author: Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.