Bahia leva virada, se complica no Z-4 e assiste festa do campeão Atlético-MG

Tricolor saiu na frente e abriu 2 a 0 de vantagem, mas não conseguiu segurar o resultado

Bahia e Atlético-MG se enfrentaram na noite desta quinta-feira (2), em partida válida pelo Campeonato Brasileiro da Série A.

O Tricolor saiu na frente e abriu 2 a 0 de vantagem, mas não conseguiu segurar o resultado, sofreu a virada e acabou derrotado pelo placar de 3 a 2. 

Com o resultado, o Atlético-MG garantiu o título de campeão brasileiro depois de 50 anos. Já o Bahia, perdeu a oportunidade de deixar a zona do rebaixamento. 

O time tricolor manteve os 40 pontos na tabela, dois a menos que o Athletico-PR, que joga amanhã contra o Cuiabá e pode chegar aos 45 em caso de resultado positivo. 

O Bahia volta a campo no próximo domingo (5) para encarar o Fluminense. O duelo será às 16h, na Arena Fonte Nova.

O jogo

A partida começou com o Galo dando as cartas. Aos quatro minutos, após bela tabela com Hulk, Keno finalizou de fora da área e Danilo Fernandes fez boa defesa. No minuto seguinte, após cobrança de escanteio e corte de Hulk dentro da área, a bola sobrou para Keno na esquerda e o atacante sofreu falta.

Aos 10′, o Bahia apareceu no ataque. Lucas Mugni chutou de fora e a bola subiu demais. Aos 13′, Nino Paraíba fez jogada pela direita e dividiu com o goleiro Everson, que ficou com a bola.

Aos 17′, Keno chutou de fora da área e o goleiro Danilo Fernandes defendeu. No minuto 21′, Rodriguinho tentou de cabeça e a bola foi por cima. Aos 27′, Rodriguinho arriscou de fora, a bola desviou e foi para fora. No minuto seguinte, Gilberto ganhou do marcador na direita e cruzou, a bola sobrou com Raí dentro da grande área e o jogador fez novo cruzamento. A zaga do Atlético-MG afastou o perigo.

Aos 39′, o Atlético criou uma grande oportunidade. Após lançamento, Nacho recebeu pela direita do ataque, invadiu a área e mandou uma bomba. O goleiro Danilo Fernandes salvou o Bahia de levar o primeiro.

A resposta do Bahia aconteceu aos 43′. Após cruzamento de Matheus Bahia, Rodriguinho tocou de cabeça e a bola passou muito perto do gol. 

Segundo tempo

No primeiro minuto, o Bahia conseguiu chegar com perigo. Após bom passe pela direita, Raí finalizou da entrada da área e a bola explodiu na marcação do Atlético-MG. A resposta do Galo foi com Hulk. O atacante venceu três marcadores e chutou de fora, a bola desviou na defesa e bateu na trave. 

Na cobrança de escanteio, Tchê Tchê finalizou da entrada da área e a bola foi para fora. Aos quatro minutos, o Bahia chegou novamente. Raí conseguiu ganhar da marcação do Galo e rolou para Rossi, antes da bola chegar no atacante do Bahia, Arana afastou. 

Aos sete’, Keno tentou cruzamento para área, a bola pegou curva e surpreendeu o goleiro Danilo, que se recuperou e fez boa defesa. Aos 10′, Gilberto encontrou Raí na entrada da área. O meia-atacante do Bahia bateu no canto e o goleiro Everson caiu para fazer a defesa. 

Aos 16′, o Bahia abriu o marcador. Após cobrança de escanteio, Luiz Otávio subiu mais que a defesa atleticana e cabeceou no canto esquerdo do goleiro Everson. Aos 18′, o Galo tentou dar o troco. Após confusão na área do Bahia, Vargas finalizou e a defesa afastou o perigo. 

Aos 20′, o Bahia chegou ao segundo. Após cruzamento na área, Gilberto se antecipou ao marcador e tocou na direita de Everson. Aos 27′, o Galo diminuiu. Após pênalti sofrido por Sasha, Hulk deslocou Danilo e colocou o  Atlético na partida. 

Um minuto depois, o Atlético chegou ao empate. Keno venceu a marcação do Bahia e acertou um belo chute para deixar tudo igual. Aos 32′, o Atlético-MG virou a parta. Em contra-ataque rápido, Keno recebeu de frente para a área do Bahia e acertou outro lindo chute. 

FICHA TÉCNICA
BAHIA X ATLÉTICO-MG

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data: 2 de dezembro de 2021, quinta-feira
Horário: Às 18 horas (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Gols: Luiz Otávio, Gilberto (BAH); Hulk, Keno (2x)
Cartões Amarelos: Lucas Mugni (BAH); Guilherme Arana, Eduardo Sasha (CAM)

BAHIA: 

Danilo Fernandes; Nino, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Mugni (Daniel) e Rodriguinho (Ronaldo César); Rossi, Raí (Ramírez) e Gilberto (Rodallega). Técnico: Guto Ferreira

ATLÉTICO-MG: 

Éverson; Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê, Zaracho (Igor Rabello) e Nacho Fernández (Eduardo Sasha); Vargas (Nathan), Keno (Dodô) e Hulk. Técnico: Cuca

Post Author: Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.