Tarifa do metrô será de R$ 4,10 a partir de terça-feira

Os valores das passagens do metrô de Salvador e das linhas rodoviárias metropolitanas sofrerão reajustes, a partir de terça-feira (27). O anúncio foi feito pelo governo da Bahia na tarde desta segunda (26).

A tarifa do metrô, cujo último aumento ocorreu em março do ano passado, será reajustada em 5,1%, passando a custar R$ 4,10. A tarifa de integração do metrô com os ônibus passará a ser R$ 4,40, mesmo preço cobrado pelos ônibus do Sistema de Transporte Coletivo por Ônibus (STCO), e do Sistema de Transporte Especial Complementar (STEC), seguindo a regra de cobrar o maior valor dos sistemas integrados.

Tarifa do metrô:

  • Passa de R$ 3,90 para R$ 4,10

Já as linhas de ônibus metropolitanos, que são regulamentadas pela Agerba, terão reajuste conforme a área de circulação. As tarifas das linhas que compõem o Anel 1, ônibus que atendem as cidades de Simões Filho e Lauro de Freitas, passam de R$ 4,10 para R$ 4,30.

O valor cobrado nas linhas do Anel 2, que atendem Camaçari e Candeias, passa de R$ 5,80 para R$ 6,10, e as tarifas das linhas que atendem o Anel 3, Dias D’Ávila, Mata de São João, São Sebastião do Passé, Madre de Deus, saem de R$ 8,10 e vão para R$ 8,60.

Tarifas das linhas que compõem o Anel 1 (Simões Filho e Lauro de Freitas):

  • Passam de R$ 4,10 para R$ 4,30

Tarifas das linhas que compõem o Anel 2 (Dias D’Ávila, Mata de São João, São Sebastião do Passé, Madre de Deus):

  • Passam de R$ 8,10 para R$ 8,60

Segundo a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), o reajuste é concedido anualmente com base na correção de um conjunto de índices, a exemplo da variação do diesel, IPCA e INPC, que neste ano é de 5,85%.

Na sexta-feira (23), a prefeitura de Salvador também anunciou que a tarifa de ônibus passaria de R$ 4,20 para R$ 4,40 a partir desta segunda-feira. A decisão foi alvo de reclamações por parte dos usuários do transporte público por ônibus. Os passageiros destacaram não ser justo o reajuste em um momento de pandemia.

A prefeitura explicou que o reajuste anual, previsto em contrato com as concessionárias que operam o transporte público em Salvador, deveria ter acontecido desde março deste ano. Porém, em razão da pandemia, aliado ao processo de intervenção em uma das bacias, a prefeitura optou por adiar o reajuste da tarifa.

Nesta segunda-feira, o secretário de Mobilidade Urbana de Salvador, Fabrízzio Müller, explicou que o aumento da tarifa foi uma cláusula de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), acordado com o Ministério Público da Bahia (MP-BA), em 2019, para a renovação da frota com ar-condicionado.

fonte: G1

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *