Com pandemia e sem carnaval, cerca de R$ 1,7 bilhão em gastos dos foliões deixarão de circular em Salvador

Com a suspensão do carnaval de Salvador neste mês de fevereiro, por causa da pandemia de Covid-19, a estimativa é que cerca de R$1,7 bilhão, advindos dos gastos dos foliões, deixarão de circular em pela capital baiana. O dado foi divulgado nesta segunda-feira (8), pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

De acordo com a SEI, em torno de 60 mil trabalhadores ficarão sem opção de trabalho, realizados no período do carnaval, o que deve gerar uma perda de R$ 90 milhões de rendimentos. A suspensão de investimento público, segundo a SEI, será de R$ 133 milhões.

A festa foi suspensa ainda em 2020, pelo então prefeito de Salvador, ACM Neto, por causa da pandemia do coronavírus, como forma de evitar aglomeração e disseminação da doença. O atual gestor municipal, Bruno Reis, manteve a suspensão para este mês de fevereiro já que apesar da chegada da vacina é preciso esperar a maior parte da população ser imunizada. No entanto, Bruno Reis ainda não definiu se haverá adiamento da folia.

De acordo com a SEI, com a suspensão do carnaval 1,2 milhão de pessoas vão deixar de circular pelos circuitos da festa momesca, na capital baiana.

Ainda segundo dados da superintendência, sem festas públicas ou privadas realizadas tradicionalmente durante o verão, alta estação na Bahia, há previsão de impacto nos indicadores de diversos setores no primeiro trimestre de 2021. A redução de arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) foi projetada em R$ 47,3 milhões nos setores de bebidas, alimentação e alojamento.

A suspensão da festa também acarretará na queda de 18,2% na taxa de ocupação dos hotéis em Salvador, neste mês de fevereiro, e redução de 7 mil postos de trabalho diretos, além da queda em torno de 25% da receita nominal do conjunto de atividades características do turismo.

fonte: G1

Post Author: Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *