Sem opções para o gol, Bahia sofre com falhas de Anderson

Em luta desesperada para evitar o rebaixamento para a Série B, o torcedor do Bahia se viu em apuros quando saiu a escalação para os dois últimos jogos da equipe, contra Fluminense e Goiás. Sem opções para o gol, o técnico Dado Cavalcanti se viu obrigado a utilizar o questionado Anderson como titular. E ele falhou em ambas as oportunidades.

A falha diante do Goiás, no último sábado, talvez tenha sido a mais dolorosa. O Bahia havia saído atrás no placar ainda no primeiro tempo, virou o jogo antes do intervalo, mas sofreu o gol de empate logo no início da segunda etapa.

Após uma bola alçada na área, o goleiro saiu mal e ficou no meio do caminho, facilitando o trabalho de Vinícius, que cabeceou para o gol vazio.

A frustração foi tamanha que os próprios companheiros reclamaram da decisão equivocada do goleiro.

Alguns dias antes, contra o Fluminense, Anderson já havia falhado ao sair jogando de maneira totalmente imprudente, dando uma bola na fogueira para Gregore. A falha custou a derrota ao Tricolor.

Não é difícil mensurar o tamanho do prejuízo. Em dois jogos em casa, o Bahia tinha a expectativa de somar, pelo menos, três pontos. Conquistou apenas um. Essa sequência negativa terá sido determinante em caso de rebaixamento.

Se vencesse o Goiás, o Bahia teria chegado a 39 e não entraria no Z-4 ao fim da rodada. Com o empate, pode ser ultrapassado pelo Vasco e cair para 17º colocado na tabela.

Nem Dado Cavalcanti defendeu Anderson. Questionado em entrevista coletiva, ele apenas justificou a escolha pelo arqueiro, sua única opção disponível.

Titular da posição, Douglas está machucado. Matheus Claus, seu reserva imediato, começou a fazer treinos de fundamentos, mas ainda não tem condições de jogo. E Matheus Teixeira, além de nunca ter atuado pelo time profissional, se recupera de Covid-19.

É muito simples: Claus tem uma lesão grau 2, e o Matheus Teixeira, que era uma possibilidade, está em recuperação de Covid-19 e teve poucos treinos. Teixeira ainda não jogou pelo Bahia. Esses foram os motivos que fizeram com que Anderson fosse para o gol – disse o treinador.

As falhas diante de Goiás e Fluminense não foram as únicas de Anderson neste Campeonato Brasileiro.

Ainda no primeiro turno, Anderson divide com Lucas Fonseca a responsabilidade pela trapalhada no jogo diante do Flamengo, que resultou no gol de Pedro. Novamente, uma saída de bola equivocada.

Até o jogo contra o Flamengo, Anderson vinha de uma sequência de dois jogos como titular, graças a uma lesão de Douglas. Na partida seguinte, Matheus Claus ganhou a vaga e enfrentou o Internacional.

O experiente goleiro, que tem 37 anos, fez oito partidas na atual edição do Campeonato Brasileiro, sendo cinco como titular. E falhou em três.

Anderson chegou ao Bahia em agosto de 2016, ainda na gestão de Marcelo Sant’Ana, inicialmente com um contrato de três meses. Embora nunca tenha desfrutado da condição de titular, ele sempre foi renovando seu contrato, principalmente pela sua atuação no vestiário, pois sempre foi considerado uma liderança no elenco.

A situação mudou em fevereiro do ano passado. O titular Douglas vinha em um momento ruim, falhou em dois jogos e perdeu a posição para Anderson, que foi bancado por Roger Machado. Na ocasião, ele segurou o rojão.

Com o retorno das competições em julho, no período da pandemia, ele entrou novamente em rota de colisão com o torcedor, principalmente após as finais da Copa do Nordeste contra o Ceará. Em mais uma decisão precipitada, ele bateu cabeça com Juninho Capixaba e deixou o gol aberto.

Em cinco temporadas, Anderson fez 62 jogos com a camisa do Bahia. O mais marcante, talvez, tenha sido a final do Campeonato Baiano de 2019, quando pegou um pênalti diante do Bahia de Feira e ajudou a garantir o título.

Como o próximo jogo do Bahia é apenas no próximo sábado, é provável que Douglas e Matheus Claus já estejam à disposição de Dado Cavalcanti para enfrentar o Atlético-MG.

Quanto a Anderson, ele tem contrato até o fim do Campeonato Brasileiro, e é bem difícil imaginar que esse vínculo seja renovado mais uma vez pela diretoria do Bahia.

fonte: GE

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *