Ba-Vi terminou empatado em 1 a 1

O Vitória estragou a festa dos mais de 40 mil tricolores presentes na Fonte Nova, mas não conseguiu encerrar o longo tabu que o atormenta em Ba-Vis – já são onze jogos sem derrotar o rival. No primeiro clássico do ano, o Bahia foi superior na maior parte do tempo, abriu o placar com Gilberto, desperdiçou várias oportunidades e viu o Rubro-Negro, guerreiro, empatar com gol do estreante Matheus Rocha.

Foi um primeiro tempo de um time só. O Bahia impôs um ritmo forte desde o início do jogo e encurralou o rival no campo de defesa, sem opção de saída para o jogo. O primeiro gol poderia ter saído logo aos seis minutos, mas o Tricolor desperdiçou duas chances inacreditáveis. Só que Gilberto não perdoa. De bicicleta, o artilheiro da equipe na temporada anotou um golaço. O Vitória até que tentou sair mais para o jogo, mas esbarrou na boa marcação adversária, bem como nas próprias limitações. E foi o Bahia quem teve a chance de ampliar, entretanto Rogério perdeu outro gol incrível.

Nunca se esqueça: clássico é clássico. O Vitória não esqueceu, mudou a postura e passou a agredir mais o Bahia, que parecia mais preocupado em controlar o ritmo cozinhando o adversário, ainda que tenha tido boas chances de ampliar o marcador. Em um chute de extrema felicidade, o estreante Matheus Rocha venceu Douglas e calou a Fonte Nova com um golaço. Os tricolores no estádio ficaram irritados, e nem mesmo a estreia de Fernandão foi capaz de evitar as vaias à equipe da casa.

O clássico começou tenso. Antes do primeiro minuto de jogo, Leandro Vilela já recebia cartão amarelo por falta dura em Rogério. Ao todo, foram sete cartões no Ba-Vi.

Gilberto continua com o pé calibrado. Contra o Vitória, fez o sexto gol em quatro jogos disputados. E que gol, meus amigos.

O lateral-direito Matheus Rocha veio da base do Palmeiras direto para o time titular do Vitória. E a estreia não poderia ser melhor, com um golaço em Ba-Vi.

A torcida pediu e Enderson atendeu: aos 35 minutos, o treinador colocou Fernandão em campo, para a alegria dos tricolores. No primeiro lance, ele recebeu cartão amarelo. E não teve tempo para balançar as redes.

fonte: G1

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *