Bahia perde para o Corinthians por 2 a 1 em São Paulo

ALÍVIO CONTRA O Z-4
O Corinthians contou com o jogador mais experiente de seu elenco para voltar a vencer depois de cinco jogos e respirar mais tranquilo na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Aos 39 anos, Danilo foi o protagonista da vitória por 2 a 1 sobre o Bahia, neste sábado, em Itaquera, num confronto direto da parte de baixo da tabela. O meia entrou no intervalo, abriu o placar no início do segundo tempo, cometeu um pênalti que gerou empate da equipe baiana, mas, numa “quase bicicleta”, decidiu a favor do Timão. Agora, a equipe de Jair Ventura ultrapassa o próprio Bahia e abre cinco pontos do Z-4.

COMO FICA?
A vitória leva o Corinthians aos 39 pontos – a Chapecoense, primeiro time da zona de rebaixamento, tem 34. O Bahia, por sua vez, continua com 37 e vê seu risco aumentar. Ainda há sete rodadas em disputa. CLIQUE AQUI e veja a tabela do Brasileirão.

MAIS DE DOIS ANOS DEPOIS…
Aos 39 anos, Danilo vem jogando pouco na atual temporada, mas ganhou a confiança de Jair Ventura e entrou no intervalo do jogo contra o Bahia, substituindo Emerson Sheik. Com um minuto em campo, aproveitou cruzamento de Fagner e fez um gol depois de 826 dias – não marcava desde julho de 2016. Depois, cometeu um pênalti bobo em Nilton, que originou o empate do Bahia. O ídolo, porém, não merecia terminar o jogo em baixa: aos 43 do segundo tempo, na pequena área, acertou uma meia-bicicleta e deu a vitória do Corinthians.

GOSTO AMARGO
O atacante Clayton jogou no Corinthians em 2017 e não teve muito sucesso no clube. Neste sábado, quase foi carrasco ao marcar de pênalti o gol de empate do Bahia em Itaquera. No entanto, Danilo frustrou as pretensões do Bahia de arrancar um pontinho fora de casa. A equipe de Enderson Moreira, agora, fica mais perto da zona de rebaixamento.

PRIMEIRO TEMPO
Sem Jadson, o Corinthians teve dificuldades para criar situações de gol na primeira etapa. O Bahia, por sua vez, mostrou que é um time bem montado por Enderson Moreira e não se intimidou com o esboço de pressão corintiana. Pelo contrário. Aos poucos, a equipe baiana se soltou e, pelos lados, encontrou espaços para incomodar Cássio. Um chute de Ramires que exigiu grande defesa de Cássio e uma cabeçada de Nilton para fora assustaram o torcedor corintiano em Itaquera. Apesar da maior posse de bola (58% contra 42% do Bahia), o Corinthians foi previsível no ataque – Pedrinho, por dentro, e Sergio Díaz, aberto pela esquerda, pouco produziram.

SEGUNDO TEMPO
Diante da falta de criação, Jair Ventura sacou Emerson Sheik e lançou Danilo. Com um minuto em campo, o meia recebeu cruzamento de Fagner e foi às redes. A partir daí, o Corinthians se sentiu mais à vontade em campo, permitindo avanços do Bahia e aproveitando contra-ataques. Num deles, Araos quase marcou ao invadir a área e finalizar após cruzamento de Romero. O castigo, porém, veio com um pênalti de Danilo em Nilton, bem convertido por Clayton. Quando o empate parecia inevitável, porém, o mesmo Danilo encontrou forças para fazer o 2 a 1.

fonte: G1

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *