Bahia bate o Botafogo e se afasta da zona

O Nilton Santos foi palco de festa baiana novamente. Depois de eliminar o Botafogo na Sul-Americana, o Bahia venceu o Alvinegro por 1 a 0 – gol, em impedimento, de Edigar Junio – e se afastou da zona de rebaixamento. O time de Zé Ricardo, que perdeu a quarta vez para o Bahia no ano (duas pelo Vasco e duas pelo Alvinegro), permanece a quatro pontos da zona de rebaixamento. O jogo, fraco tecnicamente, com alguma emoção no segundo tempo, foi decidido numa bola parada, na cabeçada de Edigar Junior.
Invicto a quatro jogos, o Bahia se afastou da zona de rebaixamento com a vitória no Nilton Santos. Com 37 pontos, os baianos ficam na 10ª posição. Na próxima rodada, o Tricolor de Aço enfrenta o Corinthians, em São Paulo, no sábado, às 19h.

O Alvinegro carioca fica perigosamente a quatro pontos da zona. Times abaixo na tabela jogam nesta rodada. No sábado, às 21h, o time de Zé Ricardo enfrenta o Atlético-PR, em Curitiba.

PRIMEIRO TEMPO
Com os dois times pressionados, próximos da zona de rebaixamento, o jogo foi retrato da situação tensa das duas equipes. A primeira etapa foi de pouquíssimo futebol e chances raras criadas em erros das equipes. Foram apenas sete finalizações em 45 minutos – quatro do Alvinegro e três dos baianos.

O time de Zé Ricardo chegou pelos lados do campo, primeiro com Gilson e depois com Rodrigo Pimpão. Mas pouco ameaçou. A arrancada do Bahia só não terminou em gol por que a revelação Ramires chegou atrasado e perdeu oportunidade clara de abrir o placar.

SEGUNDO TEMPO
O gol de Edigar Junio, em posição irregular, aos dois minutos da segunda etapa forçou o Botafogo a sair ainda mais para o jogo. Na primeira etapa, se não foi contundente, o Alvinegro ficou 62% com a bola.

Luiz Fernando e Erik, cara a cara com Douglas, tiveram chance para o empate. No fim, aos gritos de “time sem vergonha” e vaias da torcida da casa, o Bahia administrou a partida e até abriu mão de tentar o segundo gol em contra-ataques.

Gilberto aparecia em alguns lances, mas saía muito da área. Edgard Junio saiu do banco e cabeceou sem chances para o goleiro Saulo. No fim, ainda prendeu bem a bola no ataque.
Vaiado pela torcida do Botafogo no fim da partida, Lindoso fez uma partida regular. Armou boa jogada para chute de Rodrigo Pimpão no primeiro tempo e tentou ir ao ataque na segunda etapa, mas era um dia ruim de toda a equipe alvinegra.

fonte: G1

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *