Parada do Livro 2018 é realizada no Campo Grande nesta sexta (19)

Por dar forma aos sentimentos e à visão de mundo, a literatura tem o poder de libertar do caos e de humanizar as pessoas, nas palavras do filósofo e crítico literário brasileiro Antônio Candido. Justamente para garantir o acesso à leitura, a Prefeitura, por meio do Plano Municipal Do Livro, da Leitura e da Biblioteca (PMLLB) e com apoio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), promove a 5ª edição da Parada do Livro nesta sexta-feira (19). A atividade celebra a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, comemorada neste mês de outubro.

O evento, que consiste na distribuição gratuita de livros, ocorre no Campo Grande, das 9h às 17h. Ao todo, 19 estandes serão implantados na Praça 2 de Julho com livros distribuídos por área de conhecimento. Haverá categorias como Literatura infantil, infantojuvenil, baiana, brasileira, internacional, Artes, Religião, Ciências exatas, jurídicas e médicas.

O evento é aberto ao público e conta com a participação de estudantes de escolas da rede municipal e estadual. Voluntários distribuídos por estandes vão prestar informações e esclarecimentos ao público sobre as obras. Cada visitante terá acesso a um voucher que dá direito a três exemplares de livre escolha e, ao final, terá direito a certificado de participação.

Espaços – A FGM montou uma exposição com textos sobre Olavo Bilac, autor do Hino da Bandeira e homenageado do ano, no estande Casa das Letras. Na ocasião, acontece o lançamento do Coreto Literário, uma estrutura itinerante em forma de coreto que percorrerá todas as praças de Salvador com ações performáticas e brincadeiras para jovens e crianças, estimulando de maneira lúdica e prazerosa o hábito da leitura.

Além disso, a Tenda dos Escritores levará ao público atividades como contação de estórias, bate-papo, recital e sessão de autógrafos. Os exemplares distribuídos no evento estão sendo recebidos pela equipe do PMLLB a partir de doações feitas por pessoas físicas ou pela iniciativa pública e privada. No ano anterior, 79 pessoas participaram como voluntárias e mais de 30 mil livros foram distribuídos para a população.

“Essa é uma ação única, porque é feita por meio do voluntariado, da iniciativa de pessoas engajadas com a cultura do livro. É uma ação de baixo custo e, ao mesmo tempo, de amplo alcance. Temos muitas pessoas que vão ajudar e esse é o diferencial”, afirma a secretária do conselho diretivo do PMLLB, Lourdes de Fátima Pinto.

Parceria – A mobilização em favor da democratização da leitura conta também com a parceria da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), Secretaria Municipal de Educação (Smed), Secretaria Municipal da Reparação (Semur), Conselho Regional de Biblioteconomia, Universidade Salvador (Unifacs), Universidade Católica do Salvador (UCSal), Faculdade Social da Bahia (FSBA), Federação Espírita do Estado da Bahia (FEEB), Unipaz, Wish Hotel da Bahia e VLEX, entre outras.

fonte: comunicacao.salvador.ba.gov.br

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *