‘Diálogos Insubmissos’ encerra oitava edição da Flica

A história de 13 mulheres insubmissas que inspirou um projeto que busca pensar a produção literária das mulheres negras e fortalecer a produção crítica dessas obras. Assim que a professora e doutoranda Deyse Sacramento definiu o “Diálogos Insubmissos de Mulheres Negras”, que encerrou a oitava edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), no recôncavo baiano, neste domingo (14).

Com a presença de Conceição Evaristo na plateia, autora da obra Insubmissas Lágrimas de Mulheres, Florentina Souza e Manuela Barbosa foram conduzidas por Deyse Sacramento em um bate-papo que discutiu a produção literária de mulheres negras, violências e sistemas de representação.

Em seguida, sob aplausos e arrepios da plateia, o Coletivo Zeferinas, de jovens negras de Cazajeiras, em Salvador, levou poesia, música e muita emoção para o último dia da Flica no Claustro do Convento do Carmo. Uma apresentação forte e que ficará marcada na memória e nos corações de quem esteve em Cachoeira. “Morte ao sistema branco, viva ao povo negro”!

fonte: G1

Post Author: Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *